Guarda jóias

É reconfortante ir percebendo que existem muitos anónimos que vão guardando peças de cerâmica, por gosto pessoal, por alguma motivação comercial, na esperança de que sendo uma peça feita e pontada à mão – arte cada vez mais rara – venha a valer alguma soma de dinheiro num futuro próximo, e até quem guarde como recordação de familiares próximos.
É o caso deste guarda jóias do Nuno Gomes, ainda com a designação de Vistal.
Pessoalmente fico muito satisfeito em saber que depois de tantos anos, estão guardados por aí pedaços do trabalho e saber que um dia existiu nesta pequena aldeia do concelho de Alcobaça, a Vestiaria.
Obrigado Nuno pela partilha.
p1060783

p1060785

Prato Vistal

Hoje partilho um prato do Luis Canoa com a designação de “Vistal”.
Como já o escrevi noutras publicações, este é o nome da fábrica no seu primeiro ano de laboração. O Luis teve a amabilidade de enviar mais fotos de outras peças mas sendo de outras fábricas, não faz sentido publicá-las aqui.

Obrigado pela partilha.
885443475_1_1000x700_granfe-e-raro-prato-vistal-alcobaa-rendilhado-caldas-da-rainha

885443475_5_1000x700_granfe-e-raro-prato-vistal-alcobaa-rendilhado-leiria

Algo diferente

Hoje partilho algo completamente diferente do habitual, um bibelot.
Foi a Maria Luiz Santos que enviou as fotos do seu Pai Natal. Uma peça que eu nunca tinha visto, que se afasta da cerâmica decorativa da Vestal e dos seus habituais azuis fortes.
Obrigado pela partilha.
20160707_223818 20160707_223841 (1)

20160707_223856 20160707_224339

Cesta e prato

Duas novas e lindas entradas do Francisco Vicente, colaborador que muito tem contribuído para a diversidade fotográfica deste blog.
Desta feita uma cesta que, segundo o próprio foi adquirida já sem asa mas reutilizada como taça e um prato da primeira temporada de laboração (sensivelmente um ano) em que a empresa tinha a designação de Vistal. Magníficos!
Muito obrigado

Taca07F_VESTAL

Prato42F_VISTAL

Prato42T_VISTAL

Jarro

A disponibilidade não abunda e por vezes se não tomar nota ou se não publicar no mesmo dia, há contributos que passam despercebidos…
Foi o caso do António Carlos Almeida do Funchal que por duas vezes me enviou uma foto de um jarro e que eu, por duas vezes não publiquei. E não fosse uma limpeza aos emails mais antigos, ainda não era desta.
Devo-lhe por isso um pedido de desculpas que aqui deixo público. Um abraço.

image1

Mais uma contribuição do Francisco Vicente

O Francisco enviou-me mais umas fotos de peças muito bonitas da Vestal.
E desta vez o Francisco tocou num ponto que ainda não foi explorado e que penso que ainda vamos a tempo de conseguir bons resultados: a de identificar o autor da pintura pela assinatura no verso.
Eu próprio já tinha pensado nisto mas faltou aquele clic para avançar, e vou mesmo avançar. Vou tentar, junto de pessoas próximas, identificar as assinaturas e sempre que o consiga partilho aqui o nome do pintor.
As fotos do Francisco:
Prato10F_VESTAL

Prato10T_VESTAL

Prato13F_VESTAL

Prato13T_VESTAL

Travessa1F_VESTAL

Travessa1T_VESTAL

Prato14F_VESTAL

Prato20F_VESTAL

Prato24F_VESTAL

Taca1F_VESTAL

Guardei a próxima para último porque, ainda que parte de uma coleção maior, é uma quadra da Canção de Alcobaça de Silva Tavares e Belo Marques imortalizada por Maria de Lurdes Resende
Prato35F_VESTAL

Duas peças do Francisco Vicente

O Francisco enviou-me ontem fotos de duas peças da sua coleção e que eu muito agradeço.
Aqui estão elas:
PAperitivos1F
Prato19F

E pouco a pouco vamos aumentando esta coleção que é de todos.
Bem hajam!


O meu tributo

Esta é uma homenagem a uma fábrica que foi um ícone da faiança nacional, infelizmente já encerrada. A qualidade dos trabalhos produzidos e dos artistas da sua história, para além do impacte socio-económico que produziu na Vestiaria (Alcobaça), justifica este tributo. Deixo o convite a todos os que possuam peças para que as fotografem e enviem para “joao.santos.mail@gmail.com”. Será também uma honra contar com as memórias de funcionários e colaboradores que ajudaram a construir a Vestal. João Santos

Categorias